Cofi, a calça mais leve e confortável da sua vida. Pega leve. Usa Cofi.

Slow fashion: bebemos desta fonte

março 15 2015 | Tags: , , , , | comentários

 

 

unnamed-4

Certamente você já ouviu falar na resposta dos amantes da cozinha mais engajados à indústria do Fast Food: o consagrado movimento do Slow Food (www.slowfood.com), que faz sucesso mundo afora, pregando a cozinha artesanal, responsável e sustentável. Em síntese, sua proposta é prestigiar tradições do cultivo e preparo de alimentos e o consumo de produtos sazonais e orgânicos, adquiridos diretamente de pequenos produtores e produtores locais. Somos fãs do Slow Food!

No entanto, talvez você não conheça tão bem o movimento do Slow Fashion (http://epaper.textileexcellence.com/issues/showNews/5671), resposta dos amantes da moda artesanal, responsável e sustentável à indústria igualmente destrutiva do Fast Fashion. E vale a pena conhecer.

Muito no resumo, assim como o Slow Food para a comida, o movimento do Slow Fashion está preocupado com os processos usados na confecção dos produtos e seus custos sócio-ambientais. O tempo gasto por cada indivíduo na confecção de um produto; as condições deste trabalho; e o quanto de resíduo/impacto esta produção gera para o meio ambiente são apenas algumas das preocupações do movimento acerca do processo produtivo da moda. E o uso de mão-de-obra escrava (ou semi) por grandes marcas em países como a Índia (e mesmo aqui no Brasil) e o número assombroso de acidentes fatais em fábricas superlotadas de costureiras (muitas delas ainda crianças) fizeram com que o movimento ganhasse maior atenção nos últimos anos.

Foi compartilhando dessas preocupações e buscando uma vida menos acelerada que montamos a Cofi. Bebendo desta fonte, escolhemos produzir uma calça artesanal, que recuperasse no seu acabamento recursos hoje usados quase que exclusivamente na alfaiataria, como a costura inglesa; de tiragem extremamente limitada (até agora a Cofi com maior número de unidades por tecido teve o total de 32 calças postas à venda, sendo todas elas numeradas); e usando, exclusivamente, matéria-prima brasileira, ainda que os tecidos chineses pudessem ter preços mais tentadores.

Não por outra razão, procuramos remunerar de forma  justa e prestigiar o trabalho de costureiras de atuação artesanal, que trabalham em suas casas, na cia com suas famílias (assim como alguns dos Cofimakers), sem perder horas do dia e anos da vida se deslocando no trânsito infernal do Rio de Janeiro (pelo menos não para costurar para a Cofi).

Até o lançamento da Cofi teve sua velocidade reduzida de propósito. Após alguns meses de produção, entramos no ar com 17 opções de calças, para que o público conhecesse e compreendesse um pouco da nossa proposta. Não queremos a roda-viva de fazer lançamentos de grandes coleções, a cada mudança de estação. Optamos por fazer uma produção reduzida e mais lenta de peças muito especiais. E, a partir de 27.02.2015, demos início ao lançamento de uma Cofi por semana. Isto para que todos tenham oportunidade e tempo de conhecer cada produto e de comprá-lo conforme seu desejo e necessidade. Afinal, projetamos a Cofi para pessoas como nós. E nós precisamos de tempo.

Por fim, nos preocupamos em gerar com a produção de cada Cofi a menor quantidade de resíduo possível, sonhando chegar ao dia do “resíduo zero”. Para isto: (i) investimos na embalagem da Cofi (uma marmita durável e lindona), que pode ser reaproveitada por cada Cofiuser para inúmeros fins; (ii) usamos nas caixas de correio carimbos ao invés de etiquetas para não desperdiçar papel; (iii) reaproveitamos, sempre que possível, o papel pardo usado pela fábrica na proteção das nossas marmitas, quando remetemos mais de uma Cofi para casa de nossos clientes; (iv) criamos a “bolacha de identidade” da Cofi, torcendo que ela vire porta-copo/caneca de quem compra ou ganha uma Cofi de presente; e (iv), o mais legal, estamos buscando uma parceria com a ONG Pipa Social (http://www.pipasocial.org.br  ) para desenvolver produtos artesanais muito bacanas com os retalhos de tecidos gerados na confecção de nossas calças. Este projeto, ainda embrionário, mas que já faz nossos olhos brilharem, chama-se “Cofi até o último grão“. Na foto deste post, damos um aperitivo do que vem por aí. E estamos só começando.

Let`s slow down and move on!!

Assine a Newsletter e seja o primeiro a saber as novidades da Cofi



Facebook Instagram Pinterest

Comentários

Sobre Bullblog

Aqui a mascote da casa, Helga Maria, compartilha com você idéias, dicas e novidades que têm tudo a ver com a filosofia e o lifestyle da Cofi, a coffeewear original desde sempre.