Cofi, a calça mais leve e confortável da sua vida. Pega leve. Usa Cofi.

A Cofi é uma reunião de família e amigos trabalhando juntos.

Somos pessoas diferentes, gostamos de coisas diferentes e acreditamos em algumas coisas muito parecidas. A principal delas é em que não existe apenas uma forma de se levar a vida e, como consequência, de se vestir para ela. Não nos sentimos obrigados a seguir a manada ou a fugir dela. Gostamos de fazer escolhas. Gostamos de ser autênticos. Gostamos de ser livres para ambas as coisas.

Montamos a Cofi para quem se parece conosco, ao menos nesse aspecto.

Também por isso chamamos nossos amigos e família para dar vida e corpo à Cofi. Não faria sentido ver a Cofi se apresentando com um mero desconhecido por aí. ;)

Assim, quem faz e aparece nas fotos deste site integra esta trupe (André Galhardo, André Resende, Demétrius Queiroz, Flavio Horacio, Flávio Mário, Gabriel Bernardo, Helga Maria, Jayr Miranda, Jeferson Andrade, João Paulo Melo, Joaquim de Miranda, José Miranda, Marcos Horácio e Paulo Sauerbronn).  Tal como quem nos ajudou a pensar e construir a marca e acabou se tornando Cofimaker (Flavio Horacio). Quem criou nosso design também (Marcos Leme e Caroline Elisa). Quem registrou os bastidores e ajudou a divulgar idem (Marcos Horácio). Bem como quem assina o Bullblog (Helga Maria). Alguns chamam isto de crédito, nós chamamos de riqueza!

Cofimaker Patricia

Depois de mais 12 anos no Direito e uma máquina de costura de presente dada pelo marido e Cofimaker Paulo, Patricia trocou as bancas de advocacia pela bancada de tecidos.
Das grandes festas, formaturas até seu casamento, todos os seus vestidos eram desenhados por Patricia e costurados por sua tia-avó, Gigi. Até que uma amiga a apresentou ao Café Costura, onde conheceu a Guaira e com ela aprendeu a pilotar a máquina de costura sozinha.
Três anos e um enxoval inteiro da filha depois, a amizade se transformou em sociedade com o surgimento da Cofi.
Aqui Patricia, finalmente, deixou a criatividade e a irreverência mandarem no jogo, produzindo todo o conteúdo do site, do Instagram e do Pinterest, além de cuidar do dia-a-dia da loja e se meter na produção das calças, capitaneada pela Cofimaker Guaira.

Cofimaker Guaira

Guaira costura desde que se entende por gente. Foi praticamente criada apertando o pedal da máquina de costura, que a mãe pilotava para fazer roupas para toda a família.
Mas, apesar da paixão pelos tecidos, vestidos e etc, demorou para achar um caminho na moda que não fosse o do consumo e do desperdício. Depois de 10 anos trabalhando como designer e 3 filhos, Guaira descobriu que podia compartilhar seu modo de ver a moda com outras pessoas, e criou o Café Costura (com sua grande amiga Martha). Um ateliê onde aprende-se a costurar de maneira lúdica e prazerosa.
Guaira gosta de ver as idéias se transformando em realidade, os tecidos virando roupas. E nada melhor do que uma parceria onde cada um tem um talento diferente, para ela poder brincar com a produção, enquanto Patricia se diverte com a internet e Paulo gasta seu tempo maquinando todo o negócio e costurando as idéias das moças.

Cofimaker Paulo

Paulo foi criado cercado de filmes e livros. Jogou muito futebol, tomou banho de rio, foi pirata, Tom Sawyer e John Wayne. Virou advogado, depois empresário.
Hoje, se sente deslocado no meio dessa correria sem sentido de sair de casa pela manhã e só voltar já à noite, sem ter aproveitado nada do dia.
E a Cofi, mais do que uma empresa que aproveita um nicho de mercado, tinha que fazer sentido pra ele. E fazem, tanto a calça quanto a empresa. Como o Paulo e por causa dele, a Cofi questiona: (i) a tirania do jeans no calor de um país tropical; (ii) a monotonia do azul e caqui nas calças masculinas; (iii) a escravidão da rotina de trabalho 9/19hrs + deslocamento.
Por isso a Cofi calça é feita de algodão ultra-leve, tem uma enorme variedade de cores. Por isso também a Cofi empresa permite que seus sócios trabalhem à distância. O Paulo, cuidando da gestão e estratégia do negócio de casa, junto com a filha de 2 anos e a cofimaker Patricia, cercados de muito verde.

Cofimaker Flávio

Reinventar pessoas, hábitos, marcas e lugares tem sido talvez a maior paixão do Cofimaker Flavio, publicitário que vive na ponte-aérea Rio-SP. Irmão da também sócia Patrícia, o rapaz ficou fascinado quando viu e vestiu a primeira Cofi. Conforto, leveza e versatilidade pra reiventar um pouco a mesmice chatinha do dia-a-dia.
Tricolor hardcore, fã de Nelson Rodrigues e do bom e novo rock, Flavio atestou na prática que as mais diferentes Cofis transitam lindamente entre nightclubs como a Casa da Matriz no Rio e o festival Lolapalooza em São Paulo, passando por clássicos no Maracanã e visitas à Livraria da Travessa em Ipanema ou ao novo complexo Eataly em SP.
Para quem viaja tanto a trabalho há 7 anos, Flavio encontrou na Cofi uma companheira fiel e relax. Duas ou três Cofis cabem tranquilamente em qualquer mala pequena. Sem falar que tem as geniais dupla-face, como a Stormtrooper, clássica homenagem à saga Star Wars. Já esgotada mas ainda muito solicitada.
O fato é que as calças se tornaram um coringa permanente nas viagens constantes, despertando novas amizades e clientes mundo a fora. As Cofis são reconhecidamente um bom assunto para conversa também. Mas isso é brinde.

cofi-caverna_0032

Assine a Newsletter e seja o primeiro a saber as novidades da Cofi



Facebook Instagram Pinterest